Ir para o conteúdo

MÍDIA NEWS

O afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que nesta sexta-feira (19) completa um mês, já começou a refletir em seu apoio dentro da Câmara de Cuiabá.

Na quinta-feira (18), o Parlamento rejeitou o terceiro pedido de abertura de comissão processante contra o emedebista. Dessa vez, porém, foram 15 votos contra e 8 a favor. No dia 9 desse mês, quando os dois primeiros pedidos foram votados, o placar foi de 17 contrários e 6 favoráveis.

Ou seja, Emanuel, que até então contava com uma ampla base de defesa, perdeu o apoio de dois vereadores no intervalo de apenas uma semana.

A Casa tem outros requerimentos a serem analisados nas próximas sessões e, seguindo nesse ritmo, quanto mais tempo permanecer fora do Palácio Alencastro, mais aliados Emanuel deve perder nas próximas votações.

Deixe seu Comentário

Você precisa logarlogin para publicar um comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.