Ir para o conteúdo

Por Esportes & Notícias

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) informou nesta terça-feira que não fará vacina contra a Covid-19 da fabricante Astrazenica para a imunização da população cuiabana, principalmente para a segunda dose. O prefeito explicou que a coordenação da campanha mantém a reserva das vacinas que chegaram especificamente para dose 2 para serem aplicadas no momento correto, para quem recebeu a dose 1 no município.

“Novamente estamos vendo acontecer o problema de falta de imunizantes em muitos locais e mais uma vez Cuiabá está garantindo a vacina para seus cidadãos. Isso se deve à responsabilidade e seriedade com a qual a coordenação da vacinação conduz as ações. Apesar das críticas infundadas de algumas pessoas que falaram que estaríamos estocando doses, mais uma vez mostramos que o gerenciamento das vacinas está sendo feito corretamente, por isso as doses para segunda aplicação que chegaram até o momento estão garantidas para a população”, comentou o prefeito Emanuel Pinheiro.

O prefeito ressaltou ter recebido da coordenada da campanha de vacinação em Cuiabá, Valéria de Oliveira, a confirmação de que as vacinas para segunda dose da Astrazenica estão garantidas até o final do mês de setembro, quando se espera que o problema com as remessas normais do imunizante por parte da Fiocruz e Ministério da Saúde estejam resovidos
“Nós recebemos 153.724 doses de Astrazeneca para primeira aplicação e 112.520 para segunda, que estão sendo utilizadas. Ou seja, falta recebermos 41.204 doses de Astrazeneca para terminarmos o esquema vacinal de quem tomou a D1 com este imunizante. Mas todas D2 que recebemos até hoje estão asseguradas para os cuiabanos”, disse o prefeito.

 

Deixe seu Comentário

Você precisa logarlogin para publicar um comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.