Ir para o conteúdo

Se as eleições gerais fossem hoje, o atual governador, Mauro Mendes (União Brasil), seria reeleito em primeiro turno, com absoluta folga se confrontado com os seus principais adversários. Na pesquisa estimulada da Percent, o chefe do Executivo cravou 42,8% das intenções de votos.

Sem nunca ter concorrido a qualquer cargo eletivo, a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), apareceu em segundo lugar com 12,9% das citações. Com o bom desempenho, a esposa do prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), se descola dos demais nomes da federação de centro-esquerda, liderada pelo PT.

O vereador de Cuiabá, Lilo Pinheiro (PDT), primo de Emanuel, obteve 5% de preferência entre os entrevistados. Ele foi seguido pela Coronel Zózima (PTB), com 4,1% das intenções de votos.

No quadro espontâneo, Mauro Mendes, mais uma vez, é o líder isolado com 25,4%, acompanhado bem a distância pelo senador, Carlos Fávaro (PSD), que registrou 3,1%. O número de indecisos nesta modalidade ainda é muito alto, cerca de 62%.

Quanto a rejeição, todos os citados na pesquisa da Percent apresentaram baixo índice de recusa. Mauro teve 14,8%, Fávaro 9,5% e Márcia 8,1%.

“Quando os indecisos estão elevados demais, como é o caso da espontânea, mais de 62% do eleitorado, é um sinal perigoso ao líder da pesquisa. As pessoas estão dizendo entre outras palavras que elas vão decidir o voto às vésperas da eleição, lá na reta final. Então, não se pode descartar uma virada de mesa em Mato Grosso”, sinalizou Ronye Steffan, proprietário da Percent.

Metodologia

A mais nova pesquisa da Percent foi realizada entre os dias 30 de julho e 2 de agosto com 812 entrevistas presenciais em Mato Grosso. Com intervalo de confiança de 95%, a sondagem tem margem de erro de 3,44% para mais ou para menos. Seguindo os ditames da legislação eleitoral em vigor, a pesquisa foi devidamente registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob os números MT-01064/2022 e BR-04455/2022.

Deixe seu Comentário

Você precisa logarlogin para publicar um comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.